Capítulo 6. Obtendo imagens fora do GIMP

Índice

1. Arquivos
1.1. Salvar / Exportar imagens
1.2. Formatos de arquivo
2. Preparando suas imagens para a Web
2.1. Imagens coma relação ótima entre tamanho e qualidade
2.2. Reduzindo o tamanho do arquivo ainda mais
2.3. Exportando imagens com transparência

1. Arquivos

O GIMP é capaz de ler e escrever uma grande variedade de formatos de arquivo. Com exceção de arquivos nativos do GIMP, no formato XCF, o tratamento de arquivos é feito por plug-ins. Então é fácil estender o suporte do GIMP a novos formatos de arquivo conforme a necessidade aparece.

1.1. Salvar / Exportar imagens

[Nota] Nota

Nas edições anteriores do GIMP, quando você abria uma imagem de algum formato, por exemplo, JPG ou PNG, a imagem mantinha esse formato e era salva no mesmo arquivo com o comando Salvar. No GIMP-2.8, as imagens que não são do tipo XCF são importadas como um novo projeto neste formato. Por exemplo, uma imagem girassol.png será carregada como *[girassol] (importada)-1.0 (Cor indexada, 1 layer). O asterisco no início indica que esta imagem foi alterada depois que o projeto foi salvo pela última vez. A imagem será salva num arquivo girassol.xcf pelo comando Salvar. Para gravar um arquivo em qualquer formato que não seja o XCF, use o comando Exportar, no menu arquivo.

Ao acabar de editar uma imagem, você vai querer salva-la. (Na verdade, é uma boa ideia salva-la nos estágios intermediários também: o GIMP é um programa bastante robusto, mas nós ouvimos rumores, talvez apócrifos, de que em raras e misteriosas ocasiões ele pode travar). A maioria dos formatos de arquivo que o GIMP pode abrir, também podem ser usados para exportação. No entanto, há um formato de arquivo especial: o formato XCF é o formato nativo do GIMP, e é bastante útil por que nele o GIMP grava tudo sobre uma imagem (bom, quase tudo, ele não guarda as informações de desfazer). Isso faz com que o formato XCF seja o formato de projetos no GIMP, ideal para guardar resultados intermediários, e trabalhos onde você pode querer refinar o que já fez, mesmo que sejam meses ou anos depois, já que suas máscaras, seleções, vetores são todos preservados. Os arquivos XCF não podem ser lidos pela maioria dos outros programas, por isso, uma vez que você tenha uma versão para colocar na internet ou imprimir, você vai querer exportar a imagem para um formato mais simples, tal como JPEG, PNG, TIFF, etc...

1.2. Formatos de arquivo

Há vários comandos para salvar ou exportar imagens. Uma listagem e informações sobre como usa-los pode ser vista na seção falando sobre o menu Arquivo

O GIMP permite que você salve as imagens que cria numa grande variedade de formatos. É importante ter sempre em mente que o único formato que pode preservar todas as informações de uma imagem, incluindo camadas, transparência, etc... é o formato XCF nativo do GIMP. Todos os outros formatos preservam algumas propriedades da imagem e perdem outras, e a maior parte sequer pode preservar camadas. É importante entender as capacidades do formato que você escolhe para o uso de sua imagem fora do GIMP.

Exportar uma imagem não modifica a imagem em si, portanto você não perde nada ao exportar. Veja Exportar arquivo.

[Nota] Nota

Quando você fecha uma imagem (possivelmente ao sair do GIMP), você é avisado de que a imagem está suja. Ou seja: ela foi alterada sem ter sido salva depois das alterações (há um asterisco na frente do nome da imagem).

Figura 6.1. Aviso ao fechar

Aviso ao fechar

Exportar uma imagem para qualquer formato de arquivo que não seja o XCF fará com que uma imagem continue marcada como suja. Só salva-la como XCF marca a imagem como limpa. Desta forma o GIMP evita que você perca trabalho ao descobrir, quando reabre um arquivo exportado, que sua imagem não tem mais como editar o texto que você colocou sobre a imagem, ou que ela não tem mais nenhuma camada.

1.2.1. Exportar imagem como GIF

Figura 6.2. O diálogo de exportação para GIF

O diálogo de exportação para GIF

[Atenção] Atenção

O formato de arquivo GIF não suporta algumas propriedades básicas de imagem como a resolução para impressão. Também só suporta imagens indexadas, com no máximo 256 cores no total, e não suporta meios-tons nas áreas transparentes: apenas transparência total em um pixel. Se você precisar dessas coisas, use um formato diferente, tal como o PNG.

Opções de GIF
Entrelaçar

Escolher entrelaçar intercala os dados da imagem dentro de um arquivo. Numa conexão lenta de internet, isso pode permitir que o conteúdo da imagem vá aparecendo progressivamente conforme ela vai baixando. Isso pode ser interessante em conexões bem lentas, por que o usuário pode interromper o download se a imagem não for do interesse dele. Isso pouco útil hoje em dia, com conexões mais rápidas à Internet.

Comentário do GIF

Comentários de GIF suportam apenas caracteres ASCII de 7 bits. Se você usar um caractere fora dessa faixa (tal como qualquer letra acentuada, ou ce-cedilha em português), o GIMP vai exportar essa imagem sem o comentário, e informa-lo que o comentário não foi salvo.

Opções de GIF animado
Repetir indefinidamente

Quando esta opção está selecionada, a animação se repetirá indefinidamente, até sair da tela.

Atraso entre os quadros onde não for especificado

Você pode alterar o atraso, em milissegundos, entre os quadros, se isso não foi configurado antes. Você pode especificar o atraso para cada camada específica no nome da camada, no diálogo de Camadas, colocando a duração na forma (<número>ms),onde número é uma duração em milissegundos. Por exemplo, uma camada com nome (2000ms) vai ficar dois segundos na tela.

Disposição do quadro onde não for especificado

Se você não configurar isso para cada camada, você pode escolher como as camadas serão sobrepostas. Em cada camada, você pode colocar no começo do nome da mesma as opções (combine) (combinar) ou (replace) (substituir) - desse jeito, em inglês e entre parênteses.Aqui, há três opções para todos os outros quadros:

  • Não importa Você pode usar esta opção se todas as suas camadas forem opacas e ocuparem a imagem toda. Cada quadro vai sobrepor o que existia antes.

  • Camadas cumulativa (combinar): os quadros anteriores não serão apagados quando um novo for exibido.

  • Um quadro por camada (substituir): as camadas anteriores serão apagadas antes de se exibir uma nova camada.

Usar o atraso acima para todas as camadas

Ignora as configurações individuais dadas nos nomes das camadas.

Usar a disposição acima para todas as camadas

Ignora as configurações individuais dadas nos nomes das camadas.

1.2.2. Exportar imagem como JPEG

Arquivos JPEG em geral tem uma extensão .jpg, .JPG ou .jpeg. É um formato amplamente utilizado, por que ele comprime as imagens de forma bastante eficiente ao mesmo tempo em que minimiza a perda de qualidade. Nenhum outro formato chega próximo ao mesmo nível de compressão. No entanto, ele não suporta transparência ou multi-camadas.

Figura 6.3. O diálogo de exportação de JPEG

O diálogo de exportação de JPEG

O formato JPEG é bastante complexo, e envolve um grande número de opções que vão além do escopo desta documentação. A não ser que você seja um especialista em JPEG, o parâmetro Qualidade é provavelmente o único que você precisa ajustar.

Qualidade

Quando você exporta uma imagem no formato JPEG, surge um diálogo que permite que você configure o nível de qualidade, que vai de 0 a 100. Entretanto, valores acima de 95 em geral não são muito úteis: você vai ter um mínimo de perda de qualquer forma. Se quiser a imagem exata pixel-a-pixel como foi salva, é melhor usar um outro formato, sem perda nenhuma. A qualidade padrão, 85, em geral produz excelentes resultados, mas em geral é possível diminuir bastante esse valor sem degradar a imagem de maneira perceptível. Você pode testar o efeito de diferentes qualidades ativando a opção de Exibir pré-visualização na janela de imagem, no diálogo de JPEG.

[Nota] Nota

Por favor note que os números usados para o nível de qualidade do JPEG tem um significado diferente dependendo do aplicativo usado. Salvar uma imagem com qualidade 80 no GIMP pode ser diferente de fazer o mesmo em uma outra aplicação de imagens.

Utilizar configurações de qualidade da imagem original

Se uma configuração particular de qualidade (ou da tabela de quantização) estava salva com a imagem quando ela foi importada, então esta opção permite que você use essas opções em vez das opções padrão.

Se você fez apenas algumas modificações na imagem, então re-utilizar a mesma configuração de qualidade vai resultar na mesma qualidade de imagem e tamanho de arquivo que a imagem original. Isso pode minimizar as perdas causadas pelo passo de quantização, comparado com o que aconteceria se você usar uma configuração de qualidade diferente.

Se a qualidade que existia no arquivo original não for melhor que a sua configuração padrão de qualidade, então a opção de Utilizar configurações de qualidade da imagem original vai estar disponível, mas não vai estar ligada por padrão. Isso assegura que você sempre vai ter pelo menos a qualidade especificada por padrão. Se você não fez maiores mudanças na imagem e quiser exporta-la usando a mesma qualidade que a original, então você pode ligar esta opção.

Show preview in image window

Marcar esta opção faz com que cada mudança na Qualidade (ou qualquer outro parâmetro do JPEG) seja exibida na janela de imagem. Isso não altera a imagem: ela é revertida para o estado anterior quando o diálogo de JPEG for fechado. Se você não estiver vendo a imagem, arraste a janela de exportação para um canto da tela, de forma que você possa ver a janela do GIMP onde está sua imagem.

Keep metadata

If the image you loaded has Exif, XMP, IPTC metadata, they are preserved, and you can keep them or not when exporting to JPEG.

Save thumbnail, Save color profile

Many applications use the small thumbnail image as a quickly available small preview image.

Comentário

You can edit the comment attached to the image you loaded or write a new one.

Advanced Options

Alguma informação sobre as configurações avançadas:

Otimizar

Se você habilitar esta opção, a otimização dos parâmetros de codificação de entropia será usada. O resultado é um arquivo tipicamente menor, mas que leva mais tempo para ser gerado.

Uniformização

A compressão do JPEG cria artefatos — ruído na imagem. Ao usar esta opção, você pode suavizar a imagem ao exportar, reduzindo-os. Mas sua imagem fica um pouco desfocada.

Use arithmetic coding

Arithmetic encoding is a form of entropy encoding (a lossless data compression scheme) that, since GIMP-2.10 can be used in exporting as JPEG. Images using arithmetic encoding can be 5 - 10 % smaller. But older softwares may have trouble opening these images.

Use restart markers

O arquivo de imagem pode incluir marcadores que permitem que uma imagem seja carregada como segmentos. Se uma conexão for perdida enquanto a imagem estiver sendo carregada numa página Web, o carregamento pode continuar a partir do próximo marcador.

Interval (MCU rows)

JPEG images are stored as a series of compressed square tiles named MCU (Minimum Coding Unit). You can set the size of these tiles (in pixels).

Progressivo

Com esta opção habilitada, os trechos de imagem são guardados no arquivo de uma forma que se torna possível um refinamento progressivo quando a imagem é carregada - em geral em uma conexão lenta à Internet. O propósito desta opção é o mesmo que a opção de entrelaçar do GIF. Infelizmente, arquivos JPEG progressivos ficam um pouco maiores do que arquivos sem essa opção.

Sub-amostragem

O olho humano não é sensível da mesma forma para todas as cores do espectro. A compressão pode ser usada para tratar cores ligeiramente diferentes, que o olho humano perceba como muito próximas, como se fossem cores idênticas. Há quatro métodos disponíveis:

  • 4:4:4 (melhor qualidade) normalmente chamada de sem sub-amostragem, ela produz a melhor qualidade, preservando as bordas e contrastando as cores, mas a compressão é menor.

  • (4:2:2) na vertical (chroma pela metade): Essas opções normalmente dão um bom meio termo entre qualidade da imagem e tamanho do arquivo. Em geral, no entanto, não usar nenhuma sub-amostragem (4:4:4) dá uma melhora perceptível na qualidade da imagem, por exemplo, quando há texto sobre um fundo uniforme, ou em imagens com cores quase chapadas (embora nesses casos a melhor coisa a fazer seja não usar JPEG para começar).

  • (4:2:2) na horizontal (chroma pela metade): esta configuração é similar a outra (4:2:2), mas a amostragem de chroma é feita na direção horizontal, em vez de na direção vertical, como se alguém tivesse rotacionado a imagem.

  • 4:2:0 (chroma em um quarto): Esta configuração produz os menores arquivos. Funciona bem para imagens com bordas pouco marcadas, mas tende a desnaturar as cores.

Método DCT

DCT é a sigla em inglês para transformada discreta de cosseno, e é o primeiro passo no algoritmo de JPEG, que passa os dados do domínio espacial para o domínio de frequência. as opções são Ponto flutuante, Inteiro> (o padrão), e Inteiro rápido.

  • Ponto flutuante: este método é um pouco, bem pouco, mas preciso do que o método inteiro, mas é muito mais lento, a não ser que sua máquina tenha hardware de ponto flutuante muito bom —. em computadores modernos (2013), isso não faz tanta diferença assim. Perceba também que os resultados de salvar com a opção de Ponto flutuante podem variar ligeiramente entre máquinas distintas, enquanto que o método inteiro vai ter os mesmos resultados em qualquer parte.

  • Inteiro: O padrão, este método é mais rápido que o de Ponto flutuante, mas não é tão preciso.

  • Inteiro rápido: Este método é rápido, mas é muito menos preciso que os outros dois.

1.2.3. Exportar imagem como PNG

Figura 6.4. O diálogo de Exportar como PNG

O diálogo de Exportar como PNG

Entrelaçar

Escolher entrelaçar intercala os dados da imagem dentro de um arquivo. Numa conexão lenta de internet, isso pode permitir que o conteúdo da imagem vá aparecendo progressivamente conforme ela vai baixando. Isso pode ser interessante em conexões bem lentas, por que o usuário pode interromper o download se a imagem não for do interesse dele. Isso pouco útil hoje em dia, com conexões mais rápidas à Internet.

Salvar cor de fundo

Se sua imagem tem muitos níveis de transparência, os programas (por exemplo navegadores antigos) que reconhecem apenas dois níveis de transparência em PNG vão usar a cor de fundo que está selecionada na caixa de ferramentas do GIMP, em vez de níveis intermediários de transparência. O Internet Explorer, até a versão 6, não reconhecia esta opção (nem as transparências).

Salvar gama

A correção de gama é uma habilidade de corrigir diferenças em como os computadores interpretam valores de cor. Esta opção salva a informação de gama no seu PNG que reflete a configuração de gama da sua tela. Visualizações em outros computadores então podem compensar o brilho para que a imagem não pareça muito escura ou muito clara.

Salvar deslocamento de camada

Arquivos PNG suportam um valor de deslocamento chamado bloco oFFs, que provê dados de posicionamento. Infelizmente o suporte de PNG no GIMP não funciona bem, ou pelo menos, é incompatível com outros aplicativos, e isso tem sido assim por bastante tempo. Não ligue esta opção, deixe o GIMP achatar as camadas antes de salvar, e você não vai ter problemas.

Salvar resolução

Salva a resolução da imagem, em PPI (Pixels por Polegada)

Salvar hora da criação

A data e hora em que o arquivo foi salvo

Salvar comentário

Você pode ler e editar este comentário em Propriedades da imagem.

Salvar informações de cor dos pixels transparentes

When this option is checked, the color values are saved even if the pixels are completely transparent. But this is possible only with a single layer, not with a merged composition. When a multi-layer image gets exported to a single-layer file format, there is no way GIMP could preserve the color values in the transparent pixels.

Pixelformat

Ainda a ser escrito

Nível de compressão

Uma vez que a compressão do PNG não tem perdas, a única razão para usar um fator de compressão menor que 9 é se estiver levando muito tempo para salvar um arquivo, num computador lento. Quanto a descompressão: sua velocidade não muda, independente do nível de compressão usado.

Keep metadata

If the image you loaded has Exif, XMP, IPTC metadata, they are preserved, and you can keep them or not when exporting to PNG.

Salvar configurações padrão

Clique para salvar as configurações atuais. Mais tarde, você pode usar a opção Carregar configurações padrão para carregar as configurações salvas.

[Nota] Nota

O formato PNG suporta imagens indexadas. Isso usa menos cores, e apenas um byte de informação por pixel, resultando num arquivo menor. Isso é especialmente útil para salvar imagens para Web. Veja Seção 6.6, “modo indexado”.

Computadores trabalham com blocos de 8 bits chamados de Byte. Um byte pode guardar informação sobre até 256 cores. Reduzir o número de cores para menos que 256 pode resultar em arquivos menores, mesmo assim, já que a compressão do PNG tira proveito de ter menos cores diferentes para guardar a informação sobre a imagem — e mais, você pode obter estilos interessantes, a título de efeitos especiais, com imagens com poucas cores. O formatoPNG8, como o GIF, usa só um bit para marcar a transparência: cada pixel pode ser opaco ou não. A especificação do PNG pode permitir níveis de transparência em arquivos de PNG indexados, entretanto isso nunca foi implementado no GIMP.

Durante boa parte da primeira década dos anos 2000, desenvolvedores Web que queriam usar os vários níveis de transparência que o PNG permite, tinham que criar umas marcações especiais para o Internet explorer - o navegador predominante da época. Isso não é mais necessário a partir do I.E. 7. Consulte a base de conhecimentos da Microsoft [MSKB-294714]

1.2.4. Exportar imagem como TIFF

Figura 6.5. O diálogo de exportação de TIFF

O diálogo de exportação de TIFF

Compressão

Esta opção permite que você especifique o algoritmo de compressão a ser usado para comprimir a imagem

  • Nenhum: É rápido e sem perdas, mas a imagem resultante fica muito grande (até 100 x maior que um JPEG)

  • LZW: A imagem é comprimida usando o algoritmo Lempel-Ziv-Welch, uma forma de compressão sem perda. É um algoritmo antigo, mas eficiente e rápido. Maiores informações em [WKPD-LZW].

  • Empacotar bits: é um algoritmo rápido, simples, para codificação de comprimento de repetição (run length) dos dados. A Apple introduziu o formato Empacotar Bits (PackBits) com o lançamento do MacPaint para o Macintosh original (1984). Um fluxo de dados de bits empacotados consiste de um byte de cabeçalho seguido por dados. (Fonte: [WKPD-PACKBITS])

  • Deflate: é um algoritmo de compressão sem perdas que usa uma combinação do algoritmo LZ77 e código de Huffman. Também é usado em arquivos do tipo Zip, GZIP e PNG. Fonte [WKPD-DEFLATE].

  • JPEG: É um algoritmo de compressão muito bom, mas com perdas.

  • CCITT Group 3 fax; CCITT Group 4 fax são formatos de imagem em preto e branco (1 bit), desenvolvidos para transmitir imagens por FAX (nos anos 1980)).

    [Nota] Nota

    Você deve converter a imagem para modo indexado, com a opção de 1 bit, sem transparência, para que essas opções estejam habilitadas. use ImagemModoIndexado para converter a imagem para indexada. Certifique-se de marcar Usar paleta preto e branco (1-bit).É um modo bastante antigo, mas uma imagem P&B de alguns megapixels pode ter o tamanho reduzido de 1.2MB com outras compressões para 50KB usando essas, que guardam até 8 pixels em cada byte.

Save layers

Since GIMP-2.10.12, you can save layers when exporting to TIFF.

Salvar informações de cor dos pixels transparentes

Com esta opção ligada, os valores de cor de cada pixel são salvos mesmo se foram completamente transparentes.

Comentário

Nessa caixa de texto, você pode digitar um comentário a ser associado com a imagem.

Keep metadata

If the image you loaded has Exif, XMP, IPTC metadata, they are preserved, and you can keep them or not when exporting to TIFF.

1.2.5. Exportar imagem como MNG

Figura 6.6. Diálogo de exportação de arquivo MNG

Diálogo de exportação de arquivo MNG

MNG é uma sigla para Multiple-Image Network Graphics (Gráficos de Rede de imagens múltiplas - uma variação do PNG que significa Gráficos Portáteis para a Rede)

O maior problema deste formato é que ele não é muito suportado por diferentes navegadores. O Konqueror do KDE já deu suporte a ele, mas mesmo ele depende das biblitoecas instaladas. Por favor, veja http://en.wikipedia.org/wiki/Multiple-image_Network_Graphics